quarta-feira, 15 de julho de 2015

Vontade diferente dos homens

Havia um grupo de antecessores que oravam por muitos propósitos, mas tinha um casal no grupo que tiveram uma filha que nasceu com uma doença muito grave que não tinha cura, e o médico diz que a criança só sobreviveria até os 6 meses de idade, pois ela iria morrer pela doença, mas o grupo não aceitou o que o médico disse e fizeram um propósito de oração para a cura da criança, eles oravam muito, três vezes por semana o grupo se reunia para orar e oravam individualmente todos os dias pela vida da criança, todos no mesmo propósito, todos oravam, jejuavam e buscavam pela vida da criança, os dias e semanas se passavam e parecia que nada acontecia, mas o grupo continuavam orando e jejuando radicalmente.
Quando a criança completou 4 meses de idade, para a tristeza de todos a criança morre, todos ficam desapontados, principalmente os pais da criança que se revoltam contra Deus, e pela revolta dos pais todos do grupo também se revoltam contra Deus dizendo: - como pode um Deus deixar uma criança recém nascida morrer?. - que Deus é esse que nem ouvi e recebe os esforços de pessoas que oravam e jejuavam pela criança?. E isso fez com que todos se desviassem e se revoltassem contra Deus.
Isso é apenas uma historia, uma historia que você provavelmente achou que iria terminar bem com a cura da criança, mas não foi bem o que você pensou, pois todos pedimos algo para Deus que parece ser bom para nós e quando não recebemos nos frustramos com isso, você mesmo passa por isso, essa história não é real porém acontece coisas semelhantes a isso todos os dias, imagina você no lugar dessas pessoas, eu não tenho duvida que você também se revoltaria contra Deus, pois isso faz parte de quem você é, de quem nós somos, pois nos preocupamos mais com a nossa vontade do que com a vontade de Deus e quando não acontece como nós queremos nos frustramos com Deus, pois falamos que seja feito a Sua vontade, mas na verdade é a nossa vontade que queremos que aconteça; como aconteceu com a criança, todos queriam a cura para ela, queriam que ela vivesse, mas isso não aconteceu e isso foi motivo de raiva para todos, pois essa não era a vontade de Deus e sim o que realmente aconteceu, por mais que seja triste, mas na história era essa a vontade de Deus, nós nunca vamos entender a vontade de Deus e sempre iremos algum dia nos frustrar.
Lembro-me de Jó, que perdeu tudo, porém não se frustrou contra Deus, mas questionou por não entender o porquê de Deus permitir tal coisa, e Deus responde a Jó que somente Ele sabe de todas as coisas e o propósito de tudo, e Jó entende que ele não é nada e que Deus é o pai do saber.

Então entenda, nunca seremos como Jó e também nunca passaremos pelo o que Jó passou, pois Deus conhecia Jó e conhece a nós também; só entenda mesmo que o propósito de Deus são maiores que os seus mesmo eles sendo estranhos. (ICoríntios 1:25-29)

Nenhum comentário:

Postar um comentário